Eventos

, ,

Inscrições abertas para o IV Workshop de Resultados do Projeto SUCRE

Evento será palco de lançamento da Calculadora de Palha

 

Marcando quatro anos de estudos, o Projeto SUCRE promove mais uma edição do Workshop de Resultados – o IV WRSUCRE. O evento, que acontece dia 05 de dezembro de 2019, é voltado para profissionais do setor sucroenergético e acontecerá no auditório do Laboratório Nacional de Biorrenováveis (LNBR), do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM). No Workshop serão apresentadas as conclusões das pesquisas realizadas no âmbito da remoção, recolhimento, processamento da palha, viabilidade econômica e avaliação ambiental advindos da geração de energia elétrica a partir dessa biomassa da cana-de-açúcar. Questões que se referem ao marco regulatório do setor elétrico também serão tratadas.

INSCREVA-SE NO IV WRSUCRE CLICANDO AQUI

No evento será inaugurada a Calculadora Virtual de Palha do SUCRE, que será disponibilizada no website do LNBR e terá livre acesso. A ferramenta permitirá simulações como o preço mínimo de venda da eletricidade gerada, a capacidade de geração da usina e as emissões de gases de efeito estufa evitadas com a bioeletricidade produzida. As respostas obtidas a partir da Calculadora devem representar o mais próximo possível as condições da usina ou as variáveis que o usuário deseja simular e servirão como um primeiro passo para um refinamento de dados e, posteriormente, possível aproximação com os profissionais do Laboratório.

SAIBA MAIS SOBRE A CALCULADORA DE PALHA

Durante o Workshop serão lançadas outras duas Cartilhas, compondo as cinco frentes de estudos do Projeto SUCRE. A cartilha Bioeletricidade Sustentável, com os efeitos ambientais, econômicos e sociais do aproveitamento da palha para geração de eletricidade, e a cartilha do Recolhimento de Palha de Cana-de-açúcar, com os estudos das rotas de recolhimento, irão se integrar às outras três já disponíveis: a Cartilha da Bioeletricidade, com o atual modelo regulatório do sistema elétrico nacional para venda de energia gerada a partir de biomassa de cana-de-açúcar; o Guia de Boas Práticas para Remoção da Palha da Cana-de-açúcar, com um direcionamento para a remoção estratégica da palha, mantendo a qualidade do solo e produtividade da cultura; e a cartilha de Processamento e Queima de Palha de Cana-de-açúcar, com os estudos das rotas de processamento de palha nas usinas e as alternativas propostas pela equipe do Projeto para superar as atuais barreiras do uso da palha na indústria para geração de eletricidade.

FAÇA O DOWNLOAD DAS CARTILHAS DO SUCRE

 

Sobre o Projeto SUCRE

O Projeto SUCRE (Sugarcane Renewable Electricity) tem como objetivo principal aumentar a produção de eletricidade com baixa emissão de gases de efeito estufa (GEE) na indústria de cana-de-açúcar, por meio da palha disponibilizada durante a colheita da cana-de-açúcar. Para tanto, a equipe trabalha na identificação e solução dos problemas que impedem as usinas parceiras de gerarem eletricidade de forma plena e sistemática. Com início em junho de 2015, serão ao todo cinco anos de projeto, com financiamento do Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF, da sigla em inglês para Global Environment Faciliy) de cerca de US$ 7.5 milhões e contrapartida do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) de mais de US$ 3 milhões. No setor privado, o recolhimento e uso da palha para produção de eletricidade alavancou um investimento de cerca de US$ 160 milhões pelas usinas parceiras (grande parte já realizada com a instalação de estações de limpeza a seco, reforma ou compra de caldeiras, turbogeradores, enfardadoras e outros equipamentos). A iniciativa é gerida em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e implementada pelo Laboratório Nacional de Biorrenováveis (LNBR), que integra o CNPEM.

 

Sobre o LNBR

O Laboratório Nacional de Biorrenováveis (LNBR) integra o Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), organização social qualificada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTIC). O LNBR emprega a biomassa e a biodiversidade brasileiras para resolver desafios relevantes para o País por meio de soluções biotecnológicas que promovam o desenvolvimento sustentável de biocombustíveis avançados, bioquímicos e biomateriais. O Laboratório possui diversas Instalações Abertas a Usuários, incluindo a Planta Piloto para Desenvolvimento de Processos, estrutura singular no país para escalonamento de tecnologias.

 

Sobre o CNPEM

O Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) é uma organização social supervisionada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). Localizado em Campinas-SP, gerencia quatro Laboratórios Nacionais – referências mundiais e abertos às comunidades científica e empresarial. O Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS) opera a única fonte de luz síncrotron da América Latina e está, nesse momento, finalizando a montagem do Sirius, o novo acelerador de elétrons brasileiro; o Laboratório Nacional de Biociências (LNBio) atua na área de biotecnologia com foco na descoberta e desenvolvimento de novos fármacos; o Laboratório Nacional de Biorrenováveis (LNBR) pesquisa soluções biotecnológicas para o desenvolvimento sustentável de biocombustíveis avançados, bioquímicos e biomateriais, empregando a biomassa e a biodiversidade brasileira; e o Laboratório Nacional de Nanotecnologia (LNNano) realiza pesquisas científicas e desenvolvimentos tecnológicos em busca de soluções baseadas em nanotecnologia.

Os quatro Laboratórios têm, ainda, projetos próprios de pesquisa e participam da agenda transversal de investigação coordenada pelo CNPEM, que articula instalações e competências científicas em torno de temas estratégicos.